Investimentos diretos no país somaram US$ 3,3 bilhões / Divulgação

As contas externas tiveram saldo negativo de US$ 1,680 bilhão em abril, informou nestas sexta-feira, 26, o Banco Central (BC). 

No mesmo mês de 2022, houve superávit de US$ 100 milhões nas transações correntes, que são as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda com outros países.

A diferença na comparação interanual é resultado, principalmente, da piora na renda primária “pagamento de juros e lucros e dividendos de empresas” que aumentou US$ 1,6 bilhão. 

A conta de renda secundária, que são as transferências sem contrapartidas, teve diminuição de US$ 361 milhões.

Por outro lado, houve ligeiro aumento no superávit comercial, de US$ 118 milhões, e estabilidade na co de serviços.

Em 12 meses, encerrados em abril, o déficit em transações correntes é de US$ 54,208 bilhões, 2,76% do Produto Interno Bruto PIB “soma dos bens e serviços produzidos no país”.

O saldo negativo de US$ 52,428 bilhões 2,67% do PIB em março de 2023 e déficit de US$ 44,591 bilhões 2,56% do PIB no período equivalente terminado em abril de 2022.

Já no acumulado do ano, o déficit é de US$ 13,678 bilhões, contra saldo negativo de US$ 16,468 bilhões de janeiro a abril de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *