Evento aconteceu em comemoração aos 259 anos do Crato / Divulgação

Em comemoração aos 259 anos do Crato, a Secretaria Municipal de Cultura, vem encantando a comunidade cratense com a programação do São João no Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti. De 16 a 19 de junho foram realizadas apresentações de trios de forró raiz e quadrilhas.

Noites animadas que agradam toda a família, a música como carro chefe, juntamente com as brincadeiras para as crianças, as cores dos cenários e roupas temáticas, bem como as comidas típicas tornaram as festividades ainda mais animadas.

O secretário de Cultura do município, Amadeu de Freitas, falou sobre a ação e festejos do Crato

“Fazemos essa festa com muito carinho para toda a população, unindo as festividades juninas com as comemorações da semana do aniversário do Crato”, afirmou Amadeu 

A gestora de Recursos Humanos cratense, Thaysa Barros, relatou que gosta muito desse tipo de festa e lamenta ser somente uma vez por ano. 

“Fui com o intuito de não demorar muito, mas, acabei ficando e gostando. Forrozinho raiz bom demais, evento bem organizado, segurança presente sempre fazendo a ronda entre as pessoas. Os organizadores estão de parabéns”, disse Barros

Apresentaram-se no palco do parque as quadrilhas Paraíso dos Caipiras, Renascer, Guaraci, Arraiá da Tradição e Arraiá Cantando o Nordeste, e as atrações musicais Trio Forró Luz, Chôta do Exu, Guto Sobreira e Banda, 

Ainda, o Trio Flor de Pequi, Banda de uma Banda, Forró di Raiz, Chico do Forró, Forró Kutuca a Burra, Luiz Fidélis e Banda, Epitácio Pessoa e Trio Chapéu de Couro, Cícero Edson e Banda Forró Pé de Calçada e Ferreirinha do Acordeom.

Todas as quadrilhas e grupos musicais foram selecionados por meio de edital.

A tradição desempenha um papel fundamental nos festejos juninos, pois essas celebrações estão enraizadas na cultura e história. As tradições juninas são passadas de geração em geração, preservando costumes, valores e identidades culturais. 

No Crato, essa tradição está relacionada à preservação da cultura, coesão social, valorização do passado, resgate da memória coletiva e desenvolvimento econômico. Essas celebrações representam uma oportunidade para as comunidades se conectarem com suas raízes, reforçarem e compartilharem sua identidade cultural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *