Presidentes se encontraram nesta segunda-feira no Palácio do Planalto / Divulgação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva avaliou como plena a retomada das relações entre Brasil e Venezuela.

“Sabemos das dificuldades que nós temos, sabemos da dívida da Venezuela e sabemos que tudo isso faz parte e vai fazer parte de um acordo para que a nossa integração seja plena”, afirmou Lula

Lula recebeu nesta segunda-feira, 29, no Palácio do Planalto, o presidente venezuelano Nicolás Maduro. 

O encontro marca a retomada das relações entre os dois países. 

Na terça-feira, 30, Maduro participa, ao lado de outros 11 chefes de Estado sul-americanos, de reunião com o mandatário brasileiro.

Durante seu discurso, Lula lembrou que Maduro não vinha ao Brasil há oito anos e se referiu ao encontro como um “momento histórico” e de “volta da integração”. 

Ainda, acrescentou que a Venezuela sempre foi um parceiro excepcional para o Brasil. Mas, por conta de contingências políticas e equívocos, o presidente Maduro ficou oito anos sem vir ao Brasil.

“Penso que esse novo tempo que estamos marcando agora não vai superar todos os obstáculos que você “Maduro” tem sofrido ao longo desses anos”, declarou o presidente 

O presidente Lula disse que o preconceito contra a Venezuela ainda é muito grande. 

Em sua fala, Maduro reforçou o discurso de integração regional, defendeu a construção do que chamou de uma nova América do Sul e teorizou sobre a entrad Venezuela no bloco dos Brics (Brasil, Rússia, India, China e África do Sul). 

“Junto aos Brics, vemos, no âmbito geopolítico, elementos que podem nos fazer avançar. A união de cinco países muito poderosos,

O Brics está se transformando em um grande ímã daqueles que buscam um mundo de paz e cooperação”, completou, ao citar que mais de 30 países já solicitaram entrar no bloco”, finalizou Maduro. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *