Há quase 10 anos, os prédios escolares do município não passavam por reforma / Divulgação

A escola é a segunda casa das crianças em idade escolar. Nela, além de aprender o conteúdo escolar, as crianças e adolescentes têm acesso à primeira interação social. 

De acordo com a Secretaria de Educação de Caucaia (SME), há quase 10 anos, os prédios escolares do município não passavam por reforma. Aos poucos, a atual gestão municipal tem mudado essa realidade.

É o caso da EEIEF Dom Antonio de Almeida Lustosa, no Parque Albano. De acordo com a diretora da unidade escolar, Rosimeire Silva, antes da reforma, a escola estava bem deteriorada, com portas e fechaduras quebradas, não tinha ar-condicionado, não tinha rampa de acesso a cadeirantes, banheiros com descargas quebradas, entre outros problemas.

 “Eu me sentia mal, as crianças, as mães e os próprios professores reclamavam, e eu me sentia impotente. Já havia sido solicitada reforma pelo núcleo gestor anterior à minha gestão, mas não havia sido atendida”, diz Rosimeire

 Rosimeire conta que em janeiro de 2021, foi dado início às obras. 

“Eu fiquei muito feliz e aliviada. Após a reforma, as mães falam que parece uma escola particular, ficou outra coisa”, finaliza Rosimeire 

Revestimento, acessibilidade, pintura, retalhamento são algumas das intervenções realizadas pela gestão municipal nos prédios escolares onde houve amplas reformas. Além disso, outras 107 escolas passaram por manutenção, também na atual gestão.

O prefeito de Caucaia, Vitor Valim, destaca a atuação da gestão.

“A verdade é que pegamos o pátio escolar extremamente deteriorado. Iniciamos, ainda em 2021, um grande plano de reforma nos prédios escolares. A escola Dom Almeida Lustosa foi uma das primeiras dela, e já funciona totalmente reformada. Este foi mais um compromisso que assumimos junto ao povo de Caucaia, e temos conseguido cumprir integralmente”, finaliza Valim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *